Engenharia de segurança contra incêndio

  • 0
engenhariasegurançaincêndios

Engenharia de segurança contra incêndio

Tags : 

A Engenharia de Segurança Contra Incêndio (ESCI) é uma disciplina cada vez mais utilizada em todo o mundo como apoio ao projeto baseado no desempenho, ou seja, a dependência de métodos de engenharia para determinar se uma dada conceção atende aos objetivos de desempenho estabelecidos.

Um exemplo de tal conceito, já em uso no atual ambiente regulamentar, é o “conceito de equivalência”, onde a ESCI complementa a conceção prescritiva, ao ser aplicada uma análise baseada no desempenho a espatos específicos de uma conceção, para obter um desempenho “equivalente”.

O IPQ acabou de editar a NP ISO 23932:2018 – “Engenharia de segurança contra incêndio. Princípios gerais”.

Esta Norma não se destina a ser um guia de conceção técnico detalhado, mas contém os elementos-chave necessários para projetistas de engenharia de segurança contra incêndio e para a revisão pelos pares (estas entidades podem ser obrigadas a rever o trabalho de projetistas de engenharia de segurança contra incêndio) para abordar as diferentes etapas e as suas inter-relações num processo de conceção.

As informações contidas nesta Norma destinam-se não apenas a ser úteis aos projetistas de engenharia de segurança contra incêndio, mas também a servir como referência para a elaboração de um conjunto consistente de documentos de engenharia de segurança contra incêndio que cubram o papel dos métodos de engenharia e os métodos de ensaio na conceção e avaliação com base no desempenho.

Os princípios básicos da conceção da segurança contra incêndio e os objetivos relacionados contidos nesta Norma podem ser aplicados em qualquer outro documento que trate de fenómenos associados ao incêndio (exemplo propagação do fogo, gases quentes e movimento dos efluentes de combustão, comportamento estrutural e compartimentação).

Os objetivos relacionados com a segurança contra incêndio incluem, por exemplo: salvaguarda da vida; proteção de bens; continuidade da atividade; proteção do meio ambiente; preservação do património. Além disso, estes princípios básicos podem ser aplicados a todas as configurações do ambiente construído (exemplo edifícios, sistemas de transporte e instalações industriais).

Como a conceção da segurança contra incendio baseada nos regulamentos prescritivos irá coexistir por algum tempo com a conceção do desempenho, esta Norma Internacional reconhece que a conceção da segurança contra incêndio de acordo com os regulamentos prescritivos pode ser a base para a comparação de conceções de engenharia do ambiente construído novo, mas também aplicável a intervenções em ambientes construídos existentes.

A presente Norma foi preparada pela CT 46 “Segurança contra incêndios e Símbolos gráficos”, coordenada pelo Organismo de Normalização Setorial Associação Portuguesas de Segurança (ONS/APSEI).

 

04.10.2018
Fonte: espaçoQ – edição 146 | setembro 2018 – newsletter do IPQ


Categorias

Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?