ISO 44001 – Sistemas de Gestão de Práticas Colaborativas Empresariais

  • 0
práticascolaborativasempresariais

ISO 44001 – Sistemas de Gestão de Práticas Colaborativas Empresariais

Tags : 

O mundo está a mudar a uma velocidade nunca antes imaginável. Desde a revolução industrial o caminho tem sido longo, e hoje, cada vez mais, os modelos de negócio incluem colaboração, parcerias e alianças no seu desenvolvimento, diferenciando-se do modelo “Henry Ford”, de integração vertical.

As organizações são confrontadas com complexas exigências por parte dos mercados e da concorrência, com alterações e impactos tecnológicos e, em particular, com a pressão da sociedade na forma como comunicam e atuam.

É neste contexto que surge a ISO 44001, que representa uma nova geração de normas internacionais com foco em comportamentos, cultura organizacional e processos de gestão, fornecendo uma plataforma comum para apoiar relações comerciais sustentáveis e aproveitar os benefícios do trabalho colaborativo.

Originalmente introduzida pelo governo do Reino Unido como PAS 11000, em 2006, a norma de relacionamento empresarial colaborativo visa facilitar a cooperação entre as organizações e maximizar os benefícios alcançados. Numa altura em que as relações organizacionais são essenciais para a continuidade do negócio, esta norma pode vir a ter um valor incalculável.

A colaboração não é uma solução em si, mas oferece uma perspetiva alternativa à cadeia de valor. Por exemplo, a integração na rede de fornecimento e entrega, tanto a nível local como global, pode ser otimizado focando nos limites entre as organizações, para que cada uma se concentre no que faz de melhor no processo comercial complementar.

O desenvolvimento de uma abordagem de colaboração permite às organizações ganhos de tempo para potenciar o seu negócio e inovar. Esta colaboração pode ocorrer através de pontuais abordagens táticas, alianças a longo prazo ou joint ventures.

A ISO 44001 não impõe uma única abordagem, reconhecendo que cada relacionamento tem as suas próprias considerações e particularidades, ao mesmo tempo em que aproveita uma série de benefícios.

O modelo do ciclo de vida CRAFT (Collaborative Relationship, Assessment, Fulfilment and Transformation), pilar da original PAS 11000, foi uma inovação para mudar a forma como as organizações procuravam desenvolver relacionamentos mais integrados. Este modelo reconhece que a colaboração fracassava frequentemente porque esta não era totalmente considerada até que as organizações tivessem progredido em grande medida na relação contratual. E defende que a colaboração bem-sucedida exige uma compreensão fundamental dos benefícios e do risco potencial antes do envolvimento dos parceiros, através da construção de uma abordagem sistémica da colaboração para assegurar relacionamentos sustentáveis com as culturas e comportamentos adequados.

Durante o processo de desenvolvimento da ISO 44001 foram claros os benefícios da estrutura de alto nível definida pela ISO, dado que permitiu a integração progressiva de processos e sistemas aproveitando as práticas existentes, em vez de criar aplicações independentes.

A evolução da PAS 11000 para uma norma internacional exigiu a combinação do modelo de ciclo de vida com a estrutura harmonizada de alto nível para as normas de sistemas de gestão ISO.

A adoção de qualquer norma deve ser balanceada em relação ao valor que pode entregar às organizações que a implementam, seja para melhorar o desempenho interno ou para aumentar a confiança no mercado. Neste sentido, a ISO 44001 não é diferente de outras normas reconhecidas internacionalmente, como a ISO 9001.

A norma cria uma estrutura robusta, tanto para o setor público como para o privado, fornecendo uma plataforma neutra para estabelecer programas colaborativos sustentáveis para benefício mútuo. O seu valor central é a linguagem e aplicação comuns entre parceiros, levando a uma melhoria na integração. Atuando como uma ponte entre as culturas para formar uma parceria ou aliança mais sólida, reduz confusão, proporciona confiança aos participantes e estabelece uma base para a inovação.

Fornece também uma base para benchmarking da capacidade colaborativa das organizações, tanto interna como externamente, que melhorará a avaliação e seleção do parceiro, em conjunto com o estabelecimento de uma diferenciação no mercado. Estabelece uma abordagem consistente, embora flexível, que fornece uma base para a eficiência e repetibilidade em vários programas, e maior oportunidade de se concentrar no desenvolvimento de valor, o que ajudará no desenvolvimento de capacidade no nível de trabalho.

Em suma, é uma norma que promove melhor envolvimento, comprometimento e eficácia através de processos de negócios fortalecidos, ao mesmo tempo em que melhora a gestão de riscos, aumentando a resolução de disputas e fornecendo uma base para o desenvolvimento de competências. Mais importante ainda, melhora o potencial para relacionamentos sustentáveis que ofereçam valor.

Com efeito, a ISO 44001 é um instrumento particularmente importante para a promoção das boas práticas de trabalho colaborativo, fundamentais para as empresas inovadoras e/ou com vocação exportadora.

Saiba mais sobre este tema aqui http://www.instituteforcollaborativeworking.com/About/ISO-44001.

 

22.02.2018
Fonte: apcergroup.com


Categorias

Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?