A nova IFS Food 6, abril 2014 e a Doutrina versão 3

  • 0
IFS-Food

A nova IFS Food 6, abril 2014 e a Doutrina versão 3

Tags : 

IFS-FoodFoi recentemente relançada a IFS Food Versão 6. Não é uma nova versão da norma, mas sim uma versão consolidada que inclui todos os requisitos e esclarecimentos fornecidos pela IFS desde a publicação IFS Food 6, em janeiro de 2012 (ex: inclui referências às doutrinas, erratas e newsletters, etc.). Neste documento, todas as alterações são visíveis pelas indicações “modificado”, “apagado” e “adicionado”.
Identificamos em seguida os principais temas adicionados no IFS Food 6 de abril 2014:

• Atualização de requisitos (incluindo o modelo de certificado), devido à transição da EN 45011/ ISO IEC Guide 65 para a norma de acreditação ISO IEC 17065.

• Atualização do Anexo 1 – Part 1 sobre a abrangência das normas IFS, incluindo uma errata para o IFS PACsecure e a nova IFS Logistics versão 2.1.

• Exclusão do capítulo 4.4.2. Produtos que são apenas comercializados (ex: a organização compra produto acabado, armazena e vende-o), deixam de ser incluídos no âmbito de uma auditoria IFS Food.

• Atualização dos requisitos 4.4.5 e 5.6 sobre integridade alimentar.

• Introdução de requisitos atualizados sobre a gestão de processos subcontratados.

• Clarificação sobre a gestão das exclusões de produto(s) no âmbito IFS Food (apenas em situações excecionais poderá ser permitido excluir, e neste caso, o organismo de certificação deverá preencher um questionário – disponível no site do IFS – para determinar se a exclusão é possível).

• Atualização do capítulo “Programa de Integridade”, incluindo os novos requisitos do anexo 4.

Os dois requisitos seguintes foram recentemente atualizados como resultado das decisões do Comité Técnico Internacional da IFS:

• Requisito 2.2.3.6.1 sobre a determinação de PCC’s, que deixam de ser avaliados como N/A e devem ser sempre considerados, mesmo que a organização auditada não tenha implementado nenhum PCC. O auditor deve sempre avaliar a abordagem lógica da empresa para determinar PCC’s e/ou PC’s.

• A frequência anual em Food Defense foi removida do requisito 6.3.2 e foi substituída pela frequência que a organização determinar, baseada no risco do produto e na necessidade de formação dos colaboradores.

Em paralelo foi igualmente publicada a versão 3 da doutrina. Esta versão da doutrina não tem novas regras, é uma atualização das anteriores e a exclusão de algumas exigências.
Esta atualização é aplicável a partir de 1 de julho de 2014.

Poderá descarregar a IFS Food 6, abril 2014 e Doutrina versão 3 aqui.

Fonte: apcer.pt


Categorias

Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?