Prontos para a descolagem: primeiras diretrizes internacionais para pequenas naves espaciais acabam de ser publicadas

  • 0
navesespaciais

Prontos para a descolagem: primeiras diretrizes internacionais para pequenas naves espaciais acabam de ser publicadas

Tags : 

O espaço é o centro de todo um novo furor, ou assim parece. O número de pequenas naves espaciais – incluindo satélites – que são fabricadas, disparou nos últimos anos e as previsões reforçam este crescimento. Os primeiros requisitos internacionalmente acordados acabam de ser publicados, permitindo que esta indústria voe ainda mais alto.

A indústria de pequenos satélites está a descolar. De acordo com um relatório recente da SpaceWorks, uma empresa aeroespacial de fornecimento de tecnologia de ponta para voos espaciais, em 2017 registou-se um aumento de 205% nos lançamentos de pequenos satélites em comparação com 2016, com um número recorde em fila de espera a aguardar lançamento. Além do mais, as previsões para a futura produção de naves espaciais, muitas vezes por novos participantes nesta indústria, parecem igualmente astronómicas.

Mas a produção dessas naves espaciais envolve alguns requisitos muito específicos de que os recém-chegados ao mercado podem não estar cientes. Para ajudar a harmonizar o sector, a ISO acaba de publicar a primeira especificação técnica internacional para pequenas naves, e estabelece os requisitos mínimos que todas estas necessitam de cumprir, independentemente da sua missão.

Reunindo experiência de nível internacional, a ISO/TS 20991, Space systems – Requirements for small spacecraft, detalha os requisitos para as várias fases do ciclo de vida do sistema de pequenos veículos espaciais.

Paul Gill, presidente do subcomité técnico da ISO que desenvolveu o documento, disse que está estimado o lançamento de cerca de 2 600 pequenas naves nos próximos cinco anos, e muitas destas feitas por novos operadores.

“A ISO/TS 20991 será de grande benefício para os desenvolvedores de pequenas naves, bem como para os operadores de lançamento, apresentando os requisitos mínimos para garantir a sua segurança e a mitigação de detritos”, explicou ele.

“Abrange tudo, desde o projeto, lançamento, implantação, operação e eliminação, que também dará aos recém-chegados à indústria um meio de acesso ao espaço, que era tipicamente no domínio de grandes empresas e governos.”

A ISO/TS 20991 foi desenvolvida pelo comité técnico ISO/TC 20, Aircraft and space vehicles, subcomité SC 14, Space systems and operations, cujo secretariado é mantido pela ANSI, membro da ISO para os EUA. A norma está disponível para compra do seu membro ISO ou através da loja ISO.

 

13.09.2018
Fonte: iso.org

 


Categorias

Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?