Casas de banho que salvam vidas: uma nova norma internacional para ajudar

  • 0
Casasdebanhosalvarvidas

Casas de banho que salvam vidas: uma nova norma internacional para ajudar

Tags : 

Mais de 2,3 mil milhões de pessoas em todo o mundo não têm acesso a serviços de saneamento básico, incluindo 892 milhões que defecam a céu aberto. Como consequência, centenas de milhares de crianças morrem a cada ano de doenças. Novas tecnologias estão a ser desenvolvidas para fornecer sistemas de saneamento seguros em locais onde não existem estações de tratamento de esgotos, oferecendo potencial para salvar vidas e melhorar o bem-estar de muitos. A muito aguardada norma ISO que apoia este desenvolvimento foi agora publicada.

Para demasiadas pessoas em todo o mundo, a falta de saneamento e água potável é um modo de vida. Todos os dias, estão expostas a doenças que ameaçam a vida, sem mencionar o risco de violência que isso representa para as mulheres e meninas que têm de andar em zonas desprotegidas para irem à casa de banho. Em março de 2013, as Nações Unidas lançaram um apelo global para eliminar a defecação a céu aberto até 2025 e tornaram o “acesso a saneamento e higiene adequados para todos” alvo de um dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Agenda 2030 da ONU.

Para atingir esta meta, novas e excitantes tecnologias estão a emergir, com o desenvolvimento de sistemas isolados de saneamento que tratam com segurança os resíduos sem a necessidade de estarem conectados a um sistema de esgotos tradicional.

Novas diretrizes internacionais para esta tecnologia irão ajudar a catapultar a indústria para um novo nível, fornecendo requisitos de segurança e desempenho que permitirão não apenas a sua efetiva fabricação, mas o desenvolvimento do setor como um todo.

A ISO 30500, Non-sewered sanitation systems – Prefabricated integrated treatment units – General safety and performance requirements for design and testing, é uma norma muito aguardada tanto pela indústria que produz os sistemas, como pelos países que necessitam deles.

As saídas tratadas de sistemas que atendem aos requisitos da ISO 30500 estarão livres de bactérias, vírus e outros patógenos nocivos, protegendo as pessoas e recursos valiosos, como a água potável, de surtos de doenças potencialmente fatais.

Dr. Doulaye Koné, presidente do comité de projetos da ISO que desenvolveu a norma, disse que a ISO 30500 irá demonstrar aos fabricantes, governos, reguladores e utilizadores finais das instalações que estas são seguras, confiáveis e de boa qualidade. Isto, por sua vez, irá levar ao desenvolvimento de casas de banho ainda melhores em áreas onde a infraestrutura, como o saneamento e a eletricidade, não são ainda viáveis.

A “ISO 30500 foi desenvolvida por um conjunto diverso de especialistas de mais de 30 países, incluindo representantes da indústria que está a desenvolver as tecnologias e governos de países onde há esta necessidade”, disse ele.

“Os fabricantes expressaram que a norma é necessária como uma ferramenta para impulsionar a inovação e ajudar a acelerar a entrada dos seus produtos no mercado, enquanto vários governos estão a olhar para a relevância da norma como uma base para políticas públicas.”

Lansana Gagny Sakho, CEO do Serviço de Saneamento Senegalês ONAS, disse que o Senegal está a planear adotar as normas ISO 30500 e ISO 24521, Activities relating to drinking water and wastewater services – Guidelines for the management of basic on-site domestic wastewater services, como parte de uma política de terceirização da operação de saneamento não-esgoto para empresas privadas.

“Esta última norma irá ajudar a acelerar a profissionalização das principais partes interessadas do setor privado que estão envolvidas nesta revolução extraordinária no saneamento no local”, disse ele. “A adoção iminente no Senegal da ISO 24521 e ISO 30500 também desempenhará um papel na realização dos ODS.”

Attawut Kumkrong, Chefe de Inovação Aberta e Gestão de Parcerias da SCG Chemicals, uma grande empresa petroquímica na Tailândia, disse: “A ISO 30500 pode ser considerada uma ferramenta ou diretriz para obter e empregar tecnologias comprovadas de institutos de pesquisa para desenvolver e fabricar soluções de saneamento fora da rede. Além disso, a normalização permite uma concorrência justa no mercado através de soluções de saneamento com o mesmo nível de qualidade, resultando numa melhoria da qualidade de vida.”

A ISO 30500 foi desenvolvida pelo comité de projetos ISO/PC 305, Sustainable non-sewered sanitation systems, cuja secretaria é mantida em conjunto pela ANSI, membro da ISO nos EUA e ASN, membro da ISO no Senegal.

A ISO 30500 está disponível a partir do seu membro nacional ISO ou através da ISO Store.

 

25.10.2018
Fonte: iso.org


Categorias

Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?