Sabia que existem Responsáveis da Qualidade e Gestores de Processo que não conhecem os princípios da qualidade e/ou não percebem a sua importância? Como não queremos que seja um deles, este mês resolvemos falar-lhe um pouco sobre eles.

Com as alterações publicadas na nova norma ISO 9000:2015, os princípios da qualidade foram ligeiramente alterados, tendo sido reduzidos de 8 para 7. Estes são atualmente:

  • Foco no cliente - As organizações dependem dos seus clientes e, portanto, deveriam compreender as suas necessidades, atuais e futuras, satisfazer seus requisitos e esforçar-se por exceder as suas expectativas.
  • Liderança - Os líderes estabelecem unidade no propósito e na orientação da organização. Deverão criar e manter o ambiente interno que permita o pleno envolvimento das pessoas para se atingirem os objetivos da organização.
  • Comprometimento das pessoas - As pessoas, em todos os níveis, são a essência de uma organização e o seu total envolvimento possibilita que as suas capacidades sejam usadas para o beneficio da organização.
  • Abordagem por processos - Os resultados desejados são atingidos de uma forma mais eficiente quando os recursos e as atividades relacionadas são geridos como um processo.
  • Melhoria - A melhoria do desempenho global de uma organização deverá ser um objetivo permanente dessa organização.
  • Tomada de decisão baseada em evidências - As decisões eficazes são baseadas na análise de dados e de informações.
  • Gestão das relações - Uma organização e as suas partes interessadas são interdependentes e relações mutuamente benéficas intensificam a capacidade de ambos criarem valor. Entende-se que no mundo de hoje, em que a informação se transmite a uma velocidade nunca antes vista e em que tudo esta acessível, as empresas têm de saber gerir não só os fornecedores, mas todas as partes interessadas, como colaboradores, comunidades envolventes, organismos reguladores e concorrentes.

Mas, e o que são estes princípios? São os valores que estão inerentes ao Sistema de Gestão da Qualidade (SGQ). São os valores sobre os quais são tomadas as ações e decisões do seu SGQ.

Os princípios da qualidade têm de ser vividos pelas organizações, sem muito esforço. Lembre-se que um SGQ não é uma ferramenta. É algo que entra no seu ADN, no ADN da sua empresa e das pessoas que interagem consigo. Por isso, os princípios da qualidade devem ser inerentes ao SGQ de forma a fundirem-se com este.

Cada colaborador de uma organização certificada deve, no seu dia a dia de trabalho, viver e respirar estes princípios, à semelhança dos seus valores pessoais.

Será que é assim na sua organização? Se a resposta é “talvez”, “às vezes” ou um perentório “não”, lançamos-lhe alguns desafios: dê formação / ações de sensibilização sobre este tema; publique na sua newsletter ou nas suas comunicações internas; afixe; faça com que estes princípios façam parte dos seus parâmetros de avaliação de desempenho.

Faça estes princípios renascerem e serem vividos na sua organização.

Soluções Relacionadas

Formação ISO 9001

Lisboa

Formação ISO 9001

Porto