O “E” em ESG concentra-se na pegada ecológica das empresas, refletindo as iniciativas em direção a uma evolução mais sustentável e ecológica.

  • Alterações climáticas;
  • Energias renováveis;
  • Comércio de direitos de emissão de gases com efeito de estufa;
  • Biodiversidade;
  • Resíduos, água e utilização de recursos;
  • Emissões de carbono;
  • Utilização dos solos;
  • Financiamento verde;
  • Tributação e impostos verdes.

O pilar social destaca o compromisso empresarial com a responsabilidade social, abrangendo aspetos como o bem-estar dos funcionários, o envolvimento comunitário e os direitos humanos.

  • Estado de Direito e Direitos humanos;
  • Direitos humanos;
  • Relações com colaboradores e clientes;
  • Regulamentos de saúde e segurança;
  • Envolvimento de stakeholders e da comunidade;
  • Diversidade;
  • Modern-slavery.

Este pilar enfatiza o quadro em que uma empresa opera, assegurando políticas empresariais transparentes e éticas, evitando conflitos de interesses e garantir os direitos dos acionistas.

  • Anti-suborno e corrupção;
  • Governação corporativa, responsabilidades dos administradores e interesses dos stakeholders;
  • Ética;
  • Compliance;
  • Gestão do risco;
  • Remuneração de quadros executivos;
  • Divulgações e relatórios ESG;
  • Gestão dos riscos transacionais e da cadeia de abastecimento;
  • Due diligence de obrigações ESG (incluindo da cadeia de fornecedores);
  • Proteção de dados e cibersegurança;
  • Pagamentos das empresas aos acionistas;
  • Subsídios e benefícios disponíveis nos investimentos ESG.

Por que é que os valores ESG são importantes para o seu negócio?

Pretende mais informações?
Preencha o formulário abaixo que nós entramos em contacto.

    Serviço em que tem interesse?*

    author avatar
    Débora Ferreira