Trilhando novos caminhos com uma melhor gestão da inovação

  • 0

Trilhando novos caminhos com uma melhor gestão da inovação

Tags : 

Fator essencial para o sucesso de qualquer negócio, a inovação centra-se em acompanhar a competição através de novos produtos, serviços ou formas de fazer as coisas. Uma nova série de Normas Internacionais ajuda as organizações a maximizar os seus processos de gestão da inovação e a tirar partido de todas as suas ideias brilhantes.

Inovação não tem de ser sinónimo de uma impressionante nova tecnologia ou de invenções que mudam as nossas vidas. Pode significar encontrar um melhor modo de fazer as coisas ou modificar produtos que, com o passar do tempo, levam a melhorias significativas a longo prazo. Mas aproveitar estas ideias e inovações exige estratégias sólidas que garantam que são aplicadas da melhor forma.

A nova série de Normas Internacionais ISO 56000 visa fornecer às organizações um conjunto de diretrizes e processos que lhes permitam tirar o máximo partido dos seus projetos de inovação. A ISO 56003, Gestão da inovação – Ferramentas e métodos para parcerias de inovação – Orientação, fornece uma abordagem estruturada para ajudar as organizações a entrar em parcerias de inovação com outras organizações. Ajuda-as não só a decidir se a colaboração com outra organização no seu projeto de inovação é exequível, mas também a selecionar os parceiros certos, a alinhar-se com estes e a encontrar um terreno comum de compreensão. Também fornece orientação sobre o melhor modo de atribuir papéis e responsabilidades, assim como a implementar procedimentos de governança eficazes.

O Relatório Técnico ISO/TR 56004, Avaliação da gestão da inovação – Orientações, irá ajudar as organizações a reverem, com efeito, os seus processos de gestão da inovação, de forma a poderem melhorá-los continuamente e a atingirem uma performance ainda melhor. Adicionalmente, será lançada brevemente a ISO 56002, Gestão da inovação – Sistema de gestão da inovação – Orientações, que irá oferecer pistas para o desenvolvimento, implementação, manutenção e melhoria contínua de um sistema de gestão de inovação.

Alice de Casanove, Presidente do comité técnico ISO que desenvolveu as normas, disse que uma efetiva gestão da inovação permite que as organizações realmente floresçam, ao fazerem o melhor uso do conhecimento e criatividade dos seus próprios funcionários e daqueles com quem colaboram.

“A inovação não é apenas “grandes invenções”, é a capacidade que uma organização tem de detetar e reagir a condições em mudança no seu ambiente, para responder a novas oportunidades e para tirar o máximo a partir dos recursos que já possui”, disse ela.

“Deste modo, as grandes novas ideias que vemos frequentemente surgem como resultado de muitas pequenas ideias e de mudanças que foram implementadas e aperfeiçoadas. Estas normas ajudam as organizações a fazer exatamente isso, fornecendo as melhores práticas e orientação que as ajudam a capturar a informação certa e a utilizá-la com a máxima eficácia”.

O comité também tem estado a trabalhar em proximidade com a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) para partilhar terminologia e estrutura em comum para a inovação. Como resultado, as definições de “inovação” e “gestão da Inovação” conforme aparecem nas normas são aquelas que a OCDE utiliza no Oslo Manual: Guidelines for Collecting and Interpreting Innovation Data, que é a “principal fonte internacional de orientações para a colheita e utilização de dados nas atividades de inovação na indústria”.

A ISO 56003:2019 e a ISO/TR 56004:2019 foram desenvolvidas pelo ISO/TC 279, Gestão da inovação, cujo secretariado é dirigido pela AFNOR, membro ISO para França. Podem ser adquiridas a partir do seu membro ISO nacional ou através da Loja ISO.

 

27.02.2019
Fonte: iso.org


Pretende fazer a transição para a ISO 9001:2015?