Num dos artigos anteriores, falamos sobre o poder do controlo de gestão. Hoje falaremos da abordagem integral do controlo de gestão para a eficiência organizacional.

Leia o nosso artigo: “O poder do Controlo de Gestão

O controlo de gestão pode ser dividido em vários tipos, com base em diferentes critérios como o momento, o âmbito e a natureza das atividades de controlo.

Por tempo:

  • Controlo proativo: Este tipo ocorre antes do início de um processo ou atividade. Envolve planeamento e prevenção para garantir que os processos são configurados para funcionar corretamente. Um exemplo seria a aprovação de orçamentos e políticas antes de iniciar as operações.
  • Controlo simultâneo: Realizado durante a execução das atividades, o controle concorrente permite correções em tempo real. Isso pode incluir monitoramento em andamento de operações e ajuste de desempenho.
  • Controlo de feedback: É o controlo feito após a conclusão das atividades. Envolve a análise dos resultados e a comparação com os padrões estabelecidos para aprender com os resultados e melhorar os processos futuros.

Por âmbito:

  • Controlo estratégico: Focado em longo prazo, envolve a avaliação da estratégia geral da empresa, garantindo que as atividades estejam alinhadas com os objetivos de longo prazo.
  • Controlo tático: Relaciona-se com a eficiência dos departamentos ou unidades de negócios e a eficácia com que os recursos são utilizados para alcançar metas de médio prazo.
  • Controlo operacional: Concentra-se nas operações diárias e na eficiência dos processos. Está mais associado a objetivos de curto prazo e desempenho operacional.

Por natureza das atividades:

  • Controlo financeiro: Envolve a monitorização dos recursos financeiros da empresa, incluindo orçamentos, fluxo de caixa, despesas, receitas e retorno sobre investimentos.
  • Controlo de Qualidade: Assegura que os produtos ou serviços correspondem a determinados padrões de qualidade. Inclui inspeções, testes e outras metodologias para monitorizar a qualidade.
  • Controlo de Inventário: Gere o stock de produtos ou materiais para evitar excessos ou falta de produtos, com o intuito de otimizar e minimizar custos.
  • Controlo de Produção: Acompanha o processo produtivo para garantir a eficiência, cumprir cronogramas e otimizar a utilização dos recursos.

“Os tipos de controlo de gestão não são mutuamente exclusivos e, muitas vezes, uma abordagem integrada que combina vários tipos é necessária para alcançar a eficácia em toda a organização.”

Os gestores necessitam de ferramentas que ofereçam informações relevantes, concisas e no momento certo, permitindo entender a progressão das atividades e o impacto das ações realizadas. Desta forma, veem a sua tomada de decisão mais informada e facilitada.

Por técnica de execução:

  • Controlo Manual: Conduzido por pessoas, pode envolver verificações físicas, contagens, revisões manuais de documentos etc.
  • Controlo automatizado: Utiliza sistemas e tecnologias, como softwares de gestão empresarial (ERP), para monitorizar e ajustar as operações automaticamente.
  • Controlo estatístico: Aplica técnicas estatísticas para monitorizar processos e identificar tendências ou desvios.

Por área funcional:

  • Controlo de Marketing: Monitora as atividades de marketing e vendas para avaliar a eficácia das campanhas e estratégias.
  • Controlo de Recursos Humanos: Envolve a gestão de pessoal, incluindo recrutamento, formação, avaliação de desempenho e conformidade com a legislação.
  • Controlo de projetos: Focado na gestão de projetos, garantindo que os projetos sejam concluídos no prazo, dentro do orçamento e de acordo com os requisitos de qualidade.

Estes tipos de controlo de gestão não são mutuamente exclusivos e, muitas vezes, uma abordagem integrada que combina vários tipos é necessária para alcançar a eficácia em toda a organização.

Já subscreveu a nossa newsletter?

Receba regularmente, no seu e-mail, todas as ofertas e novidades da Vexillum!

    Um Sistema de Gestão da Qualidade, de acordo com a ISO 9001, é uma ótima ferramenta para ajudar a implementar, complementar e reforçar o controlo de gestão. Com o seu foco na qualidade e na satisfação do cliente, oferece um framework que engloba os princípios do controlo de gestão, assegurando uma operação otimizada e monitorizada continuamente.

    • Estruturação e padronização de processos: A ISO 9001 ajuda as organizações a estruturar e padronizar os seus processos operacionais, promovendo a eficiência e a eficácia. Isto facilita o controlo de gestão ao fornecer um modelo claro para operações consistentes e previsíveis.
    • Foco na satisfação do cliente: Ao enfatizar a satisfação do cliente, a ISO 9001 garante que as organizações se concentram em corresponder e superar as expectativas dos clientes. Isto leva a um desempenho organizacional melhorado, uma vez que o feedback do cliente se torna um ponto central para a melhoria contínua.
    • Melhoria contínua: A ISO 9001 estabelece a melhoria contínua como um princípio fundamental, o que significa que o controlo de gestão é constantemente incentivado a identificar oportunidades de melhoria, o que resulta em processos mais eficientes e eficazes ao longo do tempo.
    • Decisão baseada em evidências: O Sistema de Gestão da Qualidade promove a tomada de decisão baseada em evidências, o que é crucial para o controlo de gestão. A recolha, análise e utilização de dados para fundamentar as decisões, garantem que a gestão está alinhada com os objetivos estratégicos e operacionais da organização.
    • Aumento da Competitividade: A certificação ISO 9001 pode proporcionar uma vantagem competitiva significativa, demonstrando aos clientes e parceiros que a organização segue padrões internacionais de qualidade, o que pode abrir novas oportunidades de mercado e melhorar a reputação da empresa.
    • Gestão de Riscos: A norma enfatiza a importância da gestão de riscos, incentivando as organizações a identificar, analisar e mitigar riscos de forma proativa, contribuindo para um controlo de gestão mais robusto e resiliente, preparando a organização para enfrentar desafios potenciais de maneira eficaz.
    • Alinhamento estratégico: Ao implementar a ISO 9001, as organizações podem garantir que os seus objetivos da qualidade estão alinhados com a estratégia, o que facilita a integração entre as várias funções de controlo de gestão, assegurando que trabalham em prol dos mesmos objetivos estratégicos.
    • Envolvimento dos colaboradores: A norma também promove o envolvimento e a participação dos colaboradores no sistema de gestão da qualidade, o que incentiva a contribuição de ideias para a melhoria dos processos e a eficácia do controle de gestão.

    A implementação ou adequação de um Sistema de Gestão da Qualidade aos objetivos e necessidades da empresa, é uma etapa estratégica para solidificar o controlo de gestão, alavancando a organização na direção do sucesso, no competitivo mercado atual.

    Para organizações que procuram liderança e excelência, o apoio especializado na implementação ou adequação do Sistema de Gestão da Qualidade, de acordo com a ISO 9001 será um passo crucial. Descubra como a Vexillum pode ajudar a sua organização a alcançar este nível de excelência operacional e a garantir um futuro próspero.

    Descubra já as soluções de consultoria da Vexillum, desenhadas à medida da sua empresa!

    Pretende mais informações?
    Preencha o formulário abaixo que nós entramos em contacto.

      Serviço em que tem interesse?*

      author avatar
      Débora Ferreira